29 de setembro de 2016

A lycra está pela hora da morte!

greatist.com

Ele há coisas do diabo. É a crise do petróleo, a extinção do urso panda e o preço da lycra. 
Nos meus tempos de moça nova, o que não faltava era tops e calças de lycra nas feiras a desafiar o sistema circulatório das pessoas mais saudáveis. Era em cores berrantes e em preto, pró menino e prá menina, havia de todo o estilo a 5€ a peça.
Os tempos mudaram (sempre para pior, camaradas, sempre para pior...) e agora, ao que parece, calcinha de lycra é artigo de luxo. Acima de pele genuína, arrisco-me aqui a dizer!

27 de setembro de 2016

O meu Kit de Outono em 4 peças

Agora que o vento já é uma constante na nossa vida, que já voltámos ao trabalho/faculdade, é bom que o Outono se assuma, saia do armário de uma vez e grite com o seu sotaque do Brasil "Chegueei!".
Eu que ando impando (ou, numa linguagem acessível a todos, a sofrer) pelos tempos mais outonais tenho uma série de looks na minha cabeça à espera para poderem sair. E anda tudo à volta do mesmo.
Aliás, assim de repente só quero isto:

23 de setembro de 2016

Os looks de transição mais cool do Google+

Há 3 séculos, a ferramenta intuitiva para quem procurava inspiração nos mais diversos aspectos era o Pinterest. Penso que nem havia muito por onde escolher. Inseria-se os termos a pesquisar e era-se submerso num mundo de dicas e exemplos dos mais criativos aos mais conservadores.
Hoje, de cada vez que preciso de ideias para fritar um ovo ou para conjugar um blazer verde alface, pego em mim e concentro as minhas atenções no Google+.
O Google+ funciona por grupos, ou comunidades, que abrangem todos os temas com mais ou menos especificidade. Foi a partir desta plataforma que conheci imensos blogs internacionais que hoje sigo com regularidade.
Então, e porque o vento frescote que se faz sentir em terras alentejanas não me deixa tirar o foco dos looks de transição, resolvi pegar em meia dúzia dos mais atuais que encontro nos grupos em que estou inserida e partilhá-los com vossas excelências!

21 de setembro de 2016

Sangue de Maricas em mim?! Tal é isso!!?

 revistaladoa.com.br

O mundo tem avançado a uma velocidade que uma pessoa nem sempre dá acompanhado. Parece que vai em quinta, ladeira abaixo. 
Estava aqui entretida nos meus afazeres quando pousei o saco de ossos num banquito velho e comecei a desfolhar o jornal com o entusiasmo de um amante de moda num concerto da Ana Malhoa. 
Desafiei-me somente a ler as letras gordas mas falhei. E porra que falhei logo nas primeiras folharascas. Dizia então que os Gays já podem dar sangue à malta. Fiquei estupefacta com isto. Ainda mais quando consegui escrever "estupefacta" à primeira.

20 de setembro de 2016

A Promessa.

Porque ficou prometido no post anterior...

Foto sem qualquer edição, nem manhas, nem desfoque, nem branqueamentos,...

19 de setembro de 2016

Time to shine, again!

As coisas nem sempre são o que parecem. As miúdas de feitio gelado como eu gostam de parecer um poço de segurança mas se calhar são mais os truques de ilusionismo que efetivamente a confiança em si mesmas.
Para além da postura, da forma de vestir e abordar as pessoas, o meu cabelo também diz imenso sobre mim, embora seja tímido.
Já me fartei de dizer que tenho tido sempre o cabelo comprido, apenas lhe dei um corte à séria em setembro de 2014. Os meus longos fios nem sempre foram/são uma vaidade, um elemento a exibir com orgulho. Muitas vezes andamos longe disso.
Sempre vi o meu cabelo como uma forma de esconder o meu corpo com tudo aquilo que posso e não posso mudar nele. É como que um aconchego, algo que me protege, que me disfarça.
Só que não consigo esquecer o quão feliz fui com o meu lob. Como me sentia fresca, elegante, sofisticada. O cabelo foi crescendo e o medo de voltar a arriscar também.

16 de setembro de 2016

You simply can't.

Uma das frases que mais tem definido a minha vida.
Porque não podemos continuar a rodopiar nos braços do diabo e esperar resultados diferentes daqueles que tivemos ontem, antes de ontem, ...
Não podemos esperar que a música mude, que o som aumente até deixarmos de ouvir, que o perigo, a excitação e o delicioso desconforto tragam a serenidade que tanto procuramos. 
É preciso escolher. É preciso abdicar. E quantas vezes o inferno se fez confundir com o paraíso? 
O que nos sabe bem no momento pode não ser (muitas vezes não é!) aquilo que nos fará bem amanhã, durante um ano ou durante dez. 
Por isso, devemos sempre decidir. Devo manter-me a dançar com o diabo ou talvez mereça o céu?



(quem não entender metáforas vai achar com certeza que eu sou maluquinha, mas é um risco que se corre todos os dias!!)


Um beijo,
MariaDaniela

14 de setembro de 2016

Atentem nisto!


Existem problemas graves no mundo e eu vou ver quantos me surgem para debater neste post.
Neste momento só tenho em mente mas a coisa com certeza que vai já desenvolver.
Pois bem,

FIRST FIRST WORLD PROBLEM:

     aqui  ,  aqui  ,  aqui ,  aqui

12 de setembro de 2016

O aconchego do Outono

Será que vai caber?

Com o início avançado de Setembro, a nova coleção a espalhar charme pelas montras, o regresso às aulas já não há como evitar a chegada do Outono.
Adoro o Verão e se há coisa que me relaxa a alminha toda é ir à praia, mas não há como evitar: sou miúda de estações intermédias. Gosto de sair de casa qual girassol a virar sempre o rosto para os raios de luz mas de ir acompanhada de um casaco, de uns sapatos talvez mais fechados, só na eventualidade, entendem?

9 de setembro de 2016

Leva a tua Lingerie para a rua!



Sei que não vos trago nenhuma novidade. As lojas estão cheias deste tipo de peças e as nossas bloggers favoritas já têm feito imensos conjuntos utilizando esta super tendência.
A peças com inspiração na nossa lingerie estão por todo o lado e quem não apostar numa este outono é um ovo podre! Bom, nem tanto, mas a verdade é que tanto os tops de cetim e renda como os vestidos na mesma composição são uma it piece e é super fácil adaptá-los ao nosso dia-a-dia, seja ele um pouco mais formal ou mais descontraído.

7 de setembro de 2016

[Michael Kors] A minha primeira bolsa de designer!


Era um objetivo para este ano. Se calhar o objetivo mais consumista de todos. 
Para 2016, propus-me a endireitar o sorriso, a ter uma vida mais ativa e mais saudável e entre outras coisas a ter a minha primeira bolsa de designer. 
Sabia à partida que seria uma Michael Kors porque, por norma, gosto da maioria dos modelos e que aliada a uma qualidade inquestionável o preço não é dos mais elevados que se praticam por aí.

5 de setembro de 2016

Vitamin Sea!


Escrevo-vos domingo, por volta da hora de almoço, com o sentimento de que já as férias terminaram. 
Amanhã (ou hoje!) há regresso ao trabalho. Como sou uma miúda abençoada não estou minimamente aborrecida, com stress pós férias ou qualquer mariquice do género. Aliás, voltei para Faro na sexta-feira e tratei de ir buscar o pc portátil ao edifício para me inteirar do que tinha acontecido na minha ausência. Não sou workaholic mas gosto do que faço. Não me custa.