29 de fevereiro de 2016

Noite de Óscares! Sobre os Vestidos!

Nunca me meti nestas andanças, mas hoje é o dia!
Os Preferidos, os "há-qualquer-coisa-que-não-me-seduz" e os Hell No!

Comecemos pelas melhores escolhas que é segunda-feira e não podemos entrar a matar.

Olivia Wilde em Valentino
O vestido é perfeito! Dos mais elegantes vestidos que se passeou pela passadeira! A maquilhagem e o cabelo estão no ponto, o sorriso e a atitude estão lá. A gargantilha é o inesperado no look mas eu gostei de ver!


Naomi Watts em Armani Privé
Mais perfeição, simplesmente. Em registos diferentes, acho que também não falhou em nada. Os acessórios foram muito bem escolhidos, o cabelo foi trabalhado por um anjo e a maquilhagem é divina. Isto é bom gosto.


Luciana Damon em Versace 
Acho o vestido fenomenal e, na minha opinião, também nada falhou. Arriscou no vermelho mas não foi engolida pela red carpet. Postura simples mas as boas escolhas foram feitas.


Margot Robbie em Tom Ford
O vestido já era tudo, então o cabelo e a maquilhagem ficaram sóbrios e discretos. Acessórios poucos e carteira marcante mas que resulta muito bem com o vestido. A Margot percebe do assunto.


Lady Gaga em Bradon Maxwell  
E a Lady Gaga surgiu divando pela red carpet. Completamente no ponto, com o seu toque de excentricidade, glamorosa e a transbordar atitude. Adorei a escolha, maquilhagem e cabelo irrepreensíveis. 


Os casos mais bicudos em que qualquer coisinha falhou:

Rooney Mara em Givenchy
Nem é preciso muita conversa. O pop de cor apenas nos lábios não me convence e por fim uma só palavra: sandálias. 


Dorith Mous
O vestido tem catrefadas de drama e o cabelo é de quem esteve comigo no litoral alentejano no fim de semana. Deixou-se completamente engolir pelo vestido. Shit happens. 


Jennifer Lawrence em Dior 
Aqui, só para não ser muito má e dizer que este tipo de vestidos está mais que visto, vou apenas referir que faltou alguma coisa. A parte de cima não me convence. A minha mente fica no vazio quando olho para isto. Não que seja mau, mas não me transmite nada. 


Saoirse Ronan em Calvin Klein 
Esta vossa amiga (que sou eu) queria acessórios neste look. O vestido é lindo e neste caso, queria que tivessem deixado trancada na gavetaa ideia do "menos é mais"! Não! Aqui podia ter havido pulseira e até colar desde que escolhidos com juízo e tinham-na colocado no patamar de cima.


Por fim, o "Tenham Juízo":

Olivia Munn em Stella McCartney 
Uma laranja que alguém começou a descascar e se aborreceu. Eu também me aborreceria. Jesus!!! 


Lily Cole em Vivienne Westwood
O povo anda tão embrenhado nisto de salvar o planeta que esta senhora pensou "Humm, tenho este presunto enrolado em papel de alumínio para não apanhar bicho. E se eu o deixasse à fresca só por uma noite e fizesse um lindo vestido daqui?". Vejam que a cara dela corrobora a minha cena. Mulher, aluga um vestidinho decente e não te envergonhes mais. 


Sophie Turner em Galvan 
Pessoa minha familiar com certeza, palidazinha que dói. Sinto a tua dor, Sophie. Vestido sem pontinha por onde se lhe pegue em tons frios. Esta rapariga é a encarnação do frio, do inverno e do "não". 

Jennifer Garner em Versace 
Acho que a Garner está aqui pela postura. Julgar pela fotografia fica-me mal, eu sei. O vestido é giro mas não lhe favorece nem as unhacas dos pés. Os ombros notam-se larguíssimos, o colo ficou demasiado extenso. Pá, isto somos nós com 6 anos a usar os vestidos das nossas mães. É isto. 


 Julianne Moore em Chanel
Ultraje. Maria Daniela, como ousas? Dizem vocês, não é? Este vestido é tão sem graça que me cansa. Se não aguentar até sexta de bom humor foi por causa do aborrecimento da Srª. Moore. É a coisa menos favorecedora que podia vestir. Vá lá, ainda é cintado. Senão podia parecer só uns restos que a costureira juntou para não os perder. Brincos e pulseira péssimos. Nada de bom aqui!


Depois houve a Charlize Theron que não sai daquele registo e que já nem vale a pena falar, a Heidi Klum com o seu vestido à Florence Welch, a Kerry Washington com o seu vestido giro mas pouco formal, a Kate Winslet no seu saco de plástico mas isso haverão outras raparigas por aí a falar do assunto.
Quis fazer apenas um post sobre o assunto e não podia abordar todos os casos né?

Quais os vossos preferidos e piores pesadelos? Contem tudo à vossa amiga, contem.

Um beijo,
MariaDaniela


Imagens Vogue e Vanity Fair

26 de fevereiro de 2016

3 Mega Tendências para a Primavera #5

E pronto, chegamos ao fim de uma saga.
Fogo, só eu para começar um post com uma despedida. A verdade é que chega hoje o último post de tendências baseado nas fashion weeks de todo o mundo.
Sim, não são tendências de street style (não há aqui bombers nem Cortez nem foleirada de patches).

Os anteriores posts sobre o assunto estão aqui ( #1, #2, #3 e #4).

Vamos então, sem demoras e sem melancolias ver o que deixei para o fim.

- Romantic materials
Seda, cetim, rendas. Os looks com inspiração romântica são um clássico de primavera e nunca são desadequados. Vão roubar-se os materiais e os cortes da lingerie e trazê-los cá para fora com muita sofisticação, leveza e feminilidade.

Tadashi Shoji


 Chloé


- A bow or some twist!
Os lencinhos ao pescoço voltam com todo o seu charme. Na mesma cor do outfit ou para criar contraste, este adorno (em seda, chiffon, algodão, ...) tão divertido vai estar por todo o lado. Não só os lenços mas os acessórios marcantes e essencialmente diferentes. Correntes, colares de inspiração tribal, tudo conta! Uma estação para arriscar em acessórios que estão do lado de fora da nossa zona de conforto.





Emporio Armani


- Second Skin
Viu-se em diferentes desfiles e o efeito que cria é absolutamente brutal. As camisolas ou meias efeito segunda pele são o statement que falta aos nossos vestidinhos e tops muito sem graça. Simulam uma parte do corpo totalmente tatuada e conjugam-se com outfits simples ou mais ricos em detalhe.



Dsquared2


Dries Van Noten



Espero que tenham gostado e que ao longo destes 5 posts se tenham inspirado um bocadinho que é para isso que cá estamos!


Bom fim-de-semana, giraças!
MariaDaniela

25 de fevereiro de 2016

Favoritaços!


Hoje trago-vos um post de grande utilidade pública (dado que já quase não podem encontrar nada disto). É assim, minhas amigas, comigo só funciona assim! 
Resolvi vir falar dos produtos que mais andam a sofrer nas minhas mãos. Não sei se têm o mesmo grau de atraso cognitivo que eu, mas esta pessoa que vos escreve assim que gosta de qualquer coisinha nesta vida é para levar para a cova! Sempre a dar-lhe!

Avançando que não vieram aqui para me ouvir divagar. Pois, com certeza! 
Então é o seguinte, eu nunca tenho pele seca em lado nenhum deste corpinho de sereia, a questão é que durante o Inverno há ali princípios de aspereza e eu, não sendo muito assídua ao serviço, tento ir hidratando a coisa lá de 15 em 15 dias. (Estou a sentir o vosso julgamento! Parem!!!) No final de Janeiro, a minha irmã deu-me este creme de mãos que tinha lá em casa e não pode usar devido a uma hipersensibilidade qualquer. Fechadinho, novinho, tudo de bom! No que é que deu? Que eu agora não largo isto! O cheiro frutado mas quentinho parece adequar-se perfeitamente a estes dias frios mas que já chamam a primavera (mais um mesinho e estamos lá!). Absorve rápido e deixa uma suavidade de bunda de petiz. Já tinha usado o de ameixa o ano passado e estes cremes devem ser de facto dos melhores do mercado! Adoro!

Depois um esfoliante corporal. Usado nas pernas quando o povo se prepara para a depilação. Sim, mulher solteira depila-se na mesma. Acabem lá com esse mito! ahah 
As partículas são rijas mas não magoam. Acho que o sabonete esfoliante líquido é mais agressivo e este menino deixa a casa-de-banho toda a cheirar a Líchia. Faz uma espuma delicada, nada de outro mundo, mas deixa a pele cheirosa e muito macia. Tudo o que se quer!

A seguir, rosto. Já não vivo sem esta máscara. 3 vezes por semana passamos a noite juntas e a coisa é intensa. Acordo com as bochechas mai lindas, macias, sem rosácea, vermelhidões desvanecidas, zona em redor dos olhos hidratada. Se há produto de noite que funciona comigo é esta máscara. Já experimentei alguns e o resultado ou é coceira, ou borbulhas ou simplesmente nada. Foi a minha maior descoberta este ano, estou muito orgulhosa deste olhínho crítico!

O batom é top! Sei que vou ferir susceptibilidades mas tenho de o dizer: Sinto-me mais confortável e segura da durabilidade deste batom do que dos LipCream Stain. Ambos precisam de retoque após as refeições e a reaplicação deste fica muito mais natural do que a dos batons líquidos da marca. Esta cor é espectacular porque nos lábios é muito mais avermelhado do que no tubo. Tenho que ir buscar mais! Muitos mais!!!

Por fim, a camisola e o colar. A camisola tem uns bons 10 anos. Esteve perdida durante muito tempo e agora que a encontrei estamos a reviver o amor de infância. É assimétrica e ainda é daquela fase mais "diferente" que a marca teve e que eu amava que se mantivesse. De manhã, olho quase sempre para ela e penso "Há quanto tempo é que a vesti?" na tentativa de perceber se a posso levar comigo de novo. Ando tanto numa do casual que algum dia levo um raspanete. Já vos disse que chamo ao vestido da Zara que mostrei aqui, o vestido "Justa Causa"? ahah 
O colar rígido é o escolhido muuuuitas vezes para complementar uma camisa. Discreto, por dentro do colarinho, dá o ar da sua graça sem roubar a seriedade à peça clássica. Acho-o mesmo o máximo para estas ocasiões.

Drops of Youth Bouncy Sleeping Mask - The Body Shop (lojas físicas)
Camisola assimétrica - Salsa (old)
Creme Hidratante de mãos, Nativa Spa, Guaraná - Boticário (descontinuado)
Sabonete esfoliante de corpo, Nativa Spa, Líchia - Boticário 
Batom Longa Duração 10 horas, Cor nº 21 - Sephora (lojas físicas)
Gargantilha - artesanato local


O que é que já conheciam ou experimentaram daqui? Contem-me tudo, com pormenores!!
Um beijo,
MariaDaniela

23 de fevereiro de 2016

As minhas vontades de Oysho!

Não é loja que me tire o sono. Aliás, passo meses sem lá entrar e só no verão sou cliente mais presente.
Muitos dos meus biquínis são desta marca e não me posso queixar deles. Alguns já têm vários anos e continuam para as curvas! E foi por causa dessa temática que me arrastei para a loja online
Não me chamem já nomes feios, estão 23º C no escritório, uma pessoa baralha-se! A juntar a isto, o ano passado não comprei uma única peça de beachwear. Devo estar prestes a compensar essa falha. 

Então, encaminho-me para a área dos fatos de banho e SÓ encontrei coisas maravilhosas!
Espreitem comigo e vejam se não tenho razão.


Fiquei super vidrada nestes dois primeiros. Ou melhor, nas cuequinhas de um e no soutien do outro. Apaixonei! A questão é que não fechei a página e fui à minha vidinha. Não. Esta vossa camarada continuou no seu scroll e adorou quase tudo o que viu....




As partes de baixo são todas lindas. A parte de cima em branco quaaase me está a causar um curto circuito no sistema nervoso central. Nem pareço eu a venerar peças sem padrão mas a verdade é que tudo o que aqui publiquei me complica muito a vida, já que não sei como será quando tiver de escolher. Sim, porque eu adorava mas isto não pode vir tudo viver comigo. Ia ser um poliamor fantástico... Mas temos que ter juízo. 

Uma coisa leva a outra, fui parar à lingerie. Adoro soutiens e, mesmo sendo super fiel à Intimissimi, não pude deixar de dar uma vista de olhos ao que a Oysho tem para oferecer.
E que coisinhas tão boas! Foquei-me nos soutiens sem aros e sem enchimento que ficam perfeitos quando uma blusa tem transparências ou aberturas que permitem ver a roupa interior. Acho que é um detalhe lindíssimo e também preciso de um destes (e novidades?! ahah).






Os mais claros estão a seduzir-me com muita força. Não sei o que fazer à minha vida. Ia à procura de umas cuecas de biquíni novas e acabo a querer 4 conjuntos e mais meia dúzia de soutiens. 
Se os meus pais não me ligarem a dizer que isto foi só uma brincadeira para testar a minha humildade e que na verdade somos milionários não sei como é que a coisa vai acontecer... 

Bom, meninas, o que é que acharam? Juntas nesta causa? :P 

Um beijo,
MariaDaniela

22 de fevereiro de 2016

Carta aberta aos melhores amigos que foram embora.

Caríssimos... 

Já viram como ainda vos tenho estima? Trato-vos da mesma forma que aos meus fantásticos colegas de trabalho. Como está o meu trabalho? Ahh, está muito bem, obrigada por perguntarem. Bem sei que nunca mo perguntaram directamente mas a questão paira nas vossas cabeças, não é?

Acredito que continuem a competir comigo, tal como faziam com as notas dos testes. Deixei-vos sempre ganhar, sabem? Deixei-vos sempre ficar com o melhor, deixei que fossem as estrelas da companhia. Hoje já não seria assim. Não. Sabem porquê? Porque desde que experimentei brilhar pela primeira vez nunca mais quis reduzir-me, colocar-me debaixo do tapete, desligar o interruptor.

Hoje sou o melhor e o pior que já imaginaram de mim. Sou a maior lutadora, a mais determinada, a mais divertida, mas também sou a mais fria, demasiado sarcástica, completamente impermeável. Iam adorar conhecer-me assim. Não, pensando bem, iam odiar!

Estou a ser ingrata. Foram vocês que me tornaram nisto. Foram vocês que deixaram feridas abertas, essas mesmas feridas que sararam com a ajuda de corações gigantes. Se ficaram cicatrizes? Claro que sim! É para elas que olho todos os dias em busca de mais motivação, de mais garra. Não vos posso tirar o mérito. Foi graças ao vosso desprezo e ao vosso escárnio que hoje estou a vincar o meu nome, a marcar a minha posição, a merecer o respeito de cada vez mais pessoas. 

É interessante ver como vocês perderam. Tanto competiram, tantas comparações fizeram, como é que nunca perceberam o meu potencial? Posso concluir que não são assim tão inteligentes como gostavam de fazer parecer. Têm noção de como vos podia ajudar agora, se continuássemos inseparáveis? É, de facto, não são tão espertos como as vossas mães apregoam. 

Sabem como me deixaram no fundo do poço quando simplesmente desapareceram da minha vida? Agora apeteceu-me recuar, desculpem. Sabem como tive medo de voltar a ser eu, achando que não ia voltar a ter amigos? Tive muito medo de ter alguma coisa de errado. Escondi a minha gargalhada e o meu humor estranho. Tornei-me tímida demais, virei a maior desconfiada e enrolei o coração em papel de alumínio para não deixar entrar mais nada. 

Mas o tempo passou. No início acreditei que íamos voltar a ser imparáveis, juntos. Depois rodeei-me de gente muito boa e de mim mesma. Criei o meu porto seguro e segui caminho. Não me lembro de vocês com frequência, admito, mas quando se apoderam do meu pensamento só consigo sorrir. Sorrir e desejar-vos mentalmente o melhor. Sabem, sempre acreditei que quanto mais felizes as pessoas estiverem menos se preocupam com a felicidade dos outros. Então, quero que estejam imensamente felizes e não se preocupem comigo. Sem vocês eu estou bem, aliás, estou melhor que nunca.


Daniela.



19 de fevereiro de 2016

3 Mega Tendências para a Primavera #4

Como já é habitual (já vimos mais aqui, aqui e aqui) chega hoje através das minhas santas mãozinhas até vós mais três tendências que vão andar por aí a bombar esta primavera.
Ora tomem nota que eu não me vou repetir.

- "Armaduras"
Os tops rígidos e acessórios semelhantes a peitorais desfilaram pelas semanas da moda, criando looks poderosos. Enaltecem o peito e trazem dinâmica ao outfit. Embora sejam um statement, são muito facilmente conjugáveis. 

 Fendi



- Hip Hop
A inspiração nas zonas periféricas das cidades, a influência do hip hop e todo o estilo dos subúrbios ganham nova vida esta primavera. Os acessórios são marcantes e com aquele toque edgy e rebelde, as roupas pedem misturas do descontraído (tons vivos, se faz favor!) com o elegante.

Campanha Chanel



- Silver!
A pele fica dourada com o sol e os acessórios vão ficar prateados! Porque é super tendência em tudo, desde malas, sapatos, tops e afins! Os metálicos transitam entre estações e juntam-se a toda a vivacidade e exuberância que se vai ver por aí na próxima estação.

http://fashionista.com/

www.fashionmio.com



Damos por encerrada a sessão de hoje. Para a semana temos o último capítulo de tendências e há uma que acho espectacular, mesmo que não tenha coragem de usar. Querem saber do que estou a falar? Façam o favor de ficar desse lado!

Bom fim-de-semana!
MariaDaniela

18 de fevereiro de 2016

10 coisas que uma blogger nunca dirá!

Sabemos que existem bloggers que partilham mais das suas vidas do que outras. No entanto, há coisas que nenhuma diz publicamente. 
Na minha investigação profunda em 15 países e mais de 582 bloggers, cheguei às seguintes frases que nunca nenhuma seria capaz de proferir.
Ora atentem.

- Os comentários maldosos por vezes dão-me cabo do humor... 
É, às vezes há comentários tão desnecessários e tão carregados de maldade que são mesmo capazes de nos roubar a boa energia. Ou porque tocam num assunto que nos afecta ou simplesmente porque estamos um pouco mais sensíveis. Há coisas que são tão duras de ouvir ou ler que influenciam o nosso mundo "real" bem mais do que deviam. Normalmente provêm de anónimos e trazem toda aquela azia de quem meteu demasiada mostarda no seu ovo estrelado em azeite.


- Já fui a sítios ou comprei coisas essencialmente para mostrar no blog.
Ou porque queremos fazer um post com um conteúdo diferente, ou alguém nos pediu para falar de determinado sítio/produto ou porque simplesmente dará boas fotografias. Já todas caíram na tentação de publicar algo que sabiam que ia trazer mais comentários ou mais visualizações. Às vezes sai-se um bocadinho na linha condutora do blog para experimentar novos temas e nem sempre corre mal.


- Eu não tenho esta autoconfiança toda.
Sorrimos nas fotos, fazemos poses e evidenciamos aquilo que mais gostamos no nosso corpo. Quem vê pode achar que a confiança e a autoestima estão bem lá em cima e é para manter. Mas nem sempre é assim. Todas temos inseguranças e algumas raparigas são mais tímidas que outras. Penso que nunca nos achamos perfeitas e se ocupamos o nosso tempo a criar conteúdo com fotos nossas e afins é para tentar dar o exemplo, para dar dicas, para ajudar naquilo que pudermos.



- Adorava que o blog me pagasse a renda de casa.
O propósito nunca é viver do blog (ou pelo menos assim o espero) mas a verdade é que, dado o tempo que passamos em frente ao pc a cortar, endireitar, pesquisar, escrever, se isto fosse pago à hora já devia dar para umas comprinhas porreiras ao final do mês. Cada blogger investe naquilo que gosta (maquilhagem, roupa, livros, filmes, ...) na medida em que o seu budget estica ou não, então um incentivo seria sempre bem vindo, embora ninguém o queira admitir.


- Sim, estes sapatos magoam pra caraças! Só os uso porque me sinto uma brasa com eles... e ficam bem nas fotografias.
 Este ponto eu não partilho mas reparo que é típico da maioria. A roupa das bloggers nunca amarrota, nunca ganha borboto, numa perde a cor, nunca alarga, os saltos de 12 cm sem plataforma são confortáveis como uma nuvem. Bullshit. Não há problema em admitir que se fez uma fraca compra, que se passa a lâmina de barbear na camisola antes de sair de casa, que o cinto não é só porque fica giro mas porque as calças de 100€ alargaram passadas 5 lavagens. Acontece a todas e não é preciso fingir que toda a nossa roupa é perfeita. Só nos faz parecer mais artificiais.


- Às vezes apetece-me desistir do blog.  
Quando o reconhecimento tarda ou nunca chega, quando se fica sem ideias ou quando as críticas destrutivas são mais densas que as construtivas. Às vezes apetece aproveitar o tempo que se ocupa no blog para hibernar, para se ler um livro, para ir ao ginásio (LOL, a parte do "ginásio" é a brincar!) até que de repente estamos a lavar os dentes e temos uma nova ideia para um post e temos de ir anotar logo, deixando um rasto simpático de espuma do wc até ao quarto. Quem nunca passou por isto que atire o primeiro mouse.


- Espero que se perceba todo o trabalho que está por detrás deste post... 
Bem difícil perceber. A criação do texto necessita de concentração, a pesquisa de imagens pode demorar muito, fotografar precisa de boa luz natural. Um post pequeno pode ter por detrás algumas horas de trabalho (quando se mete vídeos a sua edição ao barulho então... ui) e nem sempre é perceptível a dedicação que criou aquelas 10 linhas de palavras e aquelas 5 fotos de roupa banal. Custa um bocadinho mas vai tudo no hábito...




- Não entendo como é que aquela ranhosa tem leitores!
Como em tudo na vida, no mundo egocêntrico dos blogs também há competição. Muitas vezes mais fomentado pelos leitores do que pelos próprios autores, já toda a gente apreciou indirectas ou comentários depreciativos bem disfarçados sobre outros bloggers. É uma disputa parva, é verdade, porque  há leitores para toda a gente e vai haver seeeeempre alguém que se identifique connosco! Só não vale a pena é levar demasiado a sério quando as vossas mães dizem que vocês são especiais e ninguém se compara convosco!


-  Já fiz posts só para despachar/para não quebrar o ritmo/porque há algum tempo não publicava.
Vê-se muito quando as youtubers se desafiam a fazer um "video every day...". Também há quem siga o propósito na blogosfera e acabe por criar posts sem informação, sem interesse apenas para "cumprir" um objectivo pessoal. Pode ainda acontecer ter uma semana agitada e criar um post mais superficial na ideia de que "é melhor que nada" e para os leitores não pensarem que a autora faleceu. Acho que é muito comum mesmo que nunca se vá admitir.


- Patrocínios das minhas marcas preferidas?! Preciso para ontem!! 
Ahhh outro cliché que eu adoro. "Sou muito fiel a mim mesma e não quero tornar o meu blog numa página de publicidade." Ok, compreendo e partilho. Mas se vier daí a Salsa, a Zara, a Mango, a Massimo Dutti a querer entrelaçar os dedos comigo neste passeio pela praia é óbvio que eu aceito e até solto uma lagriminha! Ter o apoio das nossas marcas favoritas deve ser fantástico e deve mudar muita coisa. Se o foco se mantém nos leitores, a motivação deve sofrer um upgrade bem porreiro!


Pronto e é isto. Devo ganhar algum prémio literário com este post. As nomeações não devem tardar a chegar... Estou a sentir.
Espero que apreciem este estudo que levei a cabo tão intensa e seriamente.
Saudações.

MariaDaniela

Imagens Pinterest.

16 de fevereiro de 2016

New In!

Isto não era para ser um post mas como publiquei a foto no instagram pessoal pensei que poderia servir para vos mostrar no que ando a empenhar as minhas coroas. Hoje sinto-me mesmo nigga...
Às meninas super perfeccionistas que adoram flatlays peço desculpa pelo pequeno caos que se apresenta na foto abaixo. Eu entendo se nunca mais cá puserem a vista.


 


Bom, tenho a dizer que ando com uma fúria de Primavera que não se aguenta. Já andei a comprar umas coisinhas porque não consegui controlar os impulsos, mesmo quando parece que o Inverno agora é que está a chegar em todo o seu esplendor esquisito. 

Pois bem, quando vos falei do cardigan com franjinhas aqui já o tinha encomendado. Há uns dias desceu em mim a panca pelos brancos. Nas estações quentes abuso de tons bem vivos e é hoje verem-me de vermelho, amanhã de verde alface e depois de amarelo e azul. Nunca tinha despertado efetivamente para o branco em parte porque sou malina para meter nódoas em tudo. 
Agora vou tentar ser uma menina bem comportada e não estragar uma peça de roupa com nódoas à primeira utilização. O casaquinho em questão é bem fino, ideal para março, abril, maio e para as noites frescas de verão. Chega perto do joelho, tem um ar bem casual o que pode muito bem vir a cortar a formalidade dos meus outfits de trabalho. Ansiosa pelo tempo quentinho!

O biker jacket foi uma prendinha oferecida pela minha prima e namorado quando cá vieram passar o Carnaval comigo. Não estava nada à espera mas pareceu coincidência porque a minha mãe (que jura que não deu dicas!) já me tinha estado a azucrinar o juízo com "Toda a gente tem um blusão de cabedal! Tens de comprar um!!!". Agora já tenho! Este tem pinta, só é pena ser um tamanho acima. Cabe tudo lá debaixo e é castanho, o que me rouba desde logo um suspiro. Agora é ir à procura do biker preto ideal para mim. Tamanho certo, corte certo, PREÇO certo... ahahah



Os ténis vieram comigo para casa neste dia, em que vos mostrei bué da coisas. Tinha uma imagem na wishlist que era a compilação de todos os ténis brancos que andavam por aí que não custavam mais do que 40€. Os da Zara não gostei de ver no pé e quando experimentei estes, mais gordinhos, já nem os queria tirar. Estava sem ténis o que parece impossível e me restringia imenso os looks de fim de semana. Agora as sweats já podem sair livremente à rua com uma conjugação decente.

A t-shirt veio no mesmo dia. Para experimentar a minissaia, levei a dita cuja para o provador já com um sorriso tonto. "BABE with the POWER" é muito a minha cena! ahah Comprei-a pela mensagem e acho que se adequa muuuito à minha personalidade, tirando o "babe". Simplicidade é a palavra de ordem e é o que mais falta no armário desta vossa amiga. 

Por fim, o vestidinho. Gostei de ver na Adriana, ela comentou a dizer que eu devia comprar, a mãe deu o amém e eu fui a correr buscar! Já tenho meias para ele e estou ansiosa por vesti-lo. É a coisa mais amorosa, é neutro e tem informação (o que não pode faltar nas minhas peças). Há muito que não comprava um vestido e espero divertir-me muito a conjugar este menino!

Casaco - Mango 
Biker Jacket - Stradivarius 
Ténis - Mango 
T-Shirt - Stradivarius (não encontro online)
Vestido - Zara 

Um beijo,
MariaDaniela

15 de fevereiro de 2016

Quando a transparência é um defeito.

Gosto muito do que é genuíno.
Gosto de mim sem maquilhagem, sem push in ou push up. Gosto do meu tom sério e da minha falta de jeito para a matemática. Gosto das imperfeições das pessoas. 

Só que ser-se genuíno e transparente às vezes é o acesso direito para a crítica destrutiva.
A semana passada criticaram a minha pronúncia. Essa mesma pronúncia que nunca fiz por perder e que me faz pertencer imediatamente a um lugar. Gosto dela mesmo admitindo que é talvez a mais "desleixadona" do país. 
Falava com uma senhora e, em brincadeira, disse: Ahh, como eu gosto desta pronúncia do "esquecér"!. 
Senhora farense e simpática, com quem poderia passar horas a conversar. Junto ao ombro tenho uma miudinha lisboeta (bem minha conhecida) que, achando que eu estava a ser irónica, solta um: Deves ter muito que falar!! 
Não tinha. Só tinha mesmo que referir que adoro os gestos, a cultura e o sotaque de toda a gente. Adoro que partilhem isso comigo. As palavras que não conheço, os rituais, os gostos ou os pratos típicos. 

Há quem se envergonhe das raízes e há quem as carregue ao peito. 
Há os que acham que "tudo está baim" quando "ê nã sê mas tamêm acho q'é capaz de fecar".
E ainda há uma coisa muito maior que isso: é que não devemos indicar o certo ou o errado a ninguém, quando o assunto é a sua identidade. 

A minha identidade e aquilo que me distingue dos restantes é a pronúncia e o sorriso pendurado nas orelhas. Não haverá ninguém que por mais que argumente me faça perder nenhum dos dois. No mundo em que vivemos já somos demasiado carneirinhos, já usamos todos as mesmas roupas, fazemos as mesmas atividades e somos fiéis às mesmas redes sociais. 
Não queiramos ser um copy paste de toda a gente. Assumamos o nosso sinal na testa, o nosso nariz de batatinha, os nossos olhos de cores diferentes, a nossa altura e a nossa essência.

Todos nós nascemos um original, não uma cópia.

Um beijo,
MariaDaniela

11 de fevereiro de 2016

3 Mega Tendências para a Primavera #3

Dr.ª Maria Daniela apresenta-se de novo ao serviço com mais três tendências que se passearam nas semanas da moda deste mundo fora tal como já fez aqui e aqui.
Sem mais demoras sigamos caminho, minha boa gente.

- À Americana

A bandeira dos Estados Unidos volta com brilho, com drama e com humor. Quem diz a bandeira diz as suas cores ou outros símbolos culturais. A primavera prevê-se divertida com cartoons, patches e adereços à americana. 

www.vervemagazine.in

fashionunited.nz


- À Espanhola

Os folhos espanhóis chegam com o seu statement e sofisticação. Quem não adora folhos, mesmo? Mais românticos ou mais dramáticos, valem muito a pena o investimento. Tornam o conjunto mais feminino e sexy e podem (devem!) vir parar ao vosso closet nas cores da bandeira do país irmão. É uma espécie de homenagem fashion! Lucky bastards!





- Telas de cor

Ahhh os vestidos longos! Um eterno amor e uma eterna busca pelo vestido perfeito. Esta primavera querem-se em cores sólidas e vibrantes ou com estampas românticas. Amarelões, verdes bem vivos, florais em tom pastel, vale tudo. Sendo fresco e confortável, é proibido ficar em clausura no armário!




A próxima estação promete drama, cor, humor. Está a parecer-me tão bem esta miscelânea de texturas, de tons, de padrões. Os acessórios brilhantes e vistosos. Fantástico! 
E para a semana há mais! Não pensem que isto fica por aqui, temos mais dois posts para ver sobre este assunto. 
Mantenham-se desse lado.

Um beijo,
MariaDaniela

10 de fevereiro de 2016

Dia de Carnaval é Dia de Try On!

Normalmente festejo o Carnaval durante o fim-de-semana anterior ao próprio dia de entrudo. Este ano não foi excepção. No sábado aproveitei para ir logo ver o desfile a Loulé. Mais uma vez amei e sei que para o ano também não vou perder este espectáculo. 


Adoro as pessoas, a animação, a música, todo o corso é brutal e fica-se sempre com vontade de seguir com eles, avenida fora, a dançar e a atirar confetis. 
Depois sai-se à noite. Faro esteve muito animada na baixa, pena os chuviscos no sábado. Mas deu para divertir e abanar o esqueleto!

Celebrada a época mais divertida do ano (para mim!), o dia de paragem serviu para descansar (esse luxo de dormir até às 10h... tastes like heaven), para fazer comidinha boa e para o meu cardio preferido: o try on! que é como quem diz ir experimentar tudo o que me piscar o olho nas lojas!
O dia também não estava lindo de morrer mas como não fazia muito frio, deu para ir assim:

 
Jeans Salsa, Camisa Massimo Dutti, Lenço Massimo Dutti (last season), Botins Code (old)

 O que se seguiu foi um despe-e-veste valente. Eu costumo aproveitar um dia em que esteja de bom humor para ir experimentar tudo o que me faz falta e tudo o que não faz. Ontem foi o dia. 
Depois de fazer uma avaliação daquilo que gosto, vai ficando na wishlist e vou comprando conforme as possibilidades. Agora é a parte em que preciso das vossas opiniões desse lado. Vamos a isto.


Para quem vive no Algarve, já não é altura de comprar casacos desta espessura. Ainda assim, o preço a que estava é tão apetecível que ainda me faz pensar muito em levantar a bunda e ir a correr buscá-lo. O que me fez deixá-lo no provador foi o cordão que ajusta à cintura não dar para puxar mais do que isto que se vê na foto. É lindo, quentíssimo mas precisava de ser mais ajustável para não me acrescentar volume desnecessário. É Zara e já não está online.



Entrei na Zara decidida a encontrar este vestido lindo que a Adriana conjugou tão bem aqui. Acho que é fantástico e é quentinho que só ele (o que é arriscado para quem vai lançado em meados de fevereiro e vive no sul), enfim, amor à primeira, segunda, terceira vista. (e esconde as minhas curvas como já sugeriram!!). Não o trouxe logo comigo por causa desse factor "quente" porque tenho receio de o comprar, usar duas vezes e no próximo outono já não gostar dele. Também tive em conta que não tenho collants cá em baixo por isso não o iria conseguir usar imediatamente! Este é o meu maior dilema de entre todas as peças! Ajudeeeeem... Sim ou Não!!
Também experimentei estes ténis porque estou sem sapatilhas para usar (sem contar com as de corrida) o que não é normal. Quero uns brancos mas baratinhos... Vamos ver, vamos ver... 



Continuamos na Zara. Este vestido/túnica tem o comprimento perfeito para ir trabalhar: menos de 10 cm acima do joelho. O seu problema gigante é que dos lados tem uma rachadela de quase 20 cm. Adorei o raio do vestido e possivelmente ainda o vou buscar mas levá-lo para o trabalho é complicado. É compostinho, não marca o corpo e confortável que só ele. Custa 39,99€ e é nova coleção.
 


Por fim, saímos da Zara e entramos na Stradivarius. Já tinha visto esta saia online e gostei. Vesti e ainda gostei mais! Tenho é receio de não a usar tanto quanto deveria. Agora ando numa de ignorar os comentários maldosos e arriscar um bocadinho mais, só não sei se será para manter. Espero que sim.
Esta saia não é demasiado curta, tem um tom sóbrio e acho que resulta com imensas peças e estilos diferentes.  Não esperava querer uma coisa destas mas a verdade é que me custou muito deixá-la no provador. Opiniões, se faz favor.


E é isto. Não vou mostrar tudo o que experimentei senão o post era banido por abuso. Estas foram as peças que mais adorei e vão parar todas à lista de desejos (o casaco é melhor não, já que estamos em final de saldos). Qual ou quais mais gostaram? Dêem a vossa opinião mesmo que doa... Eu juro que aguento!

Um beijo,
MariaDaniela